Quem manda em quem?


Quando estamos dispostos a alguma coisa decidimos fazer de tudo para conquistar aquilo certo?

Eu ja contei pra vocês num post perdido por aqui no nosso blog (rsrs) que na minha adolescência eu gostava de um menino um ano mais velho que eu. Estudávamos na mesma escola e meus olhos brilhavam quando eu o via. Eu estava literalmente decidida a fazer de tudo para que ele me visse. 

Passei cada vergonha, me meti em tanta confusão, mas ainda assim não era o suficiente. Ele nunca me reparava. Bem, isso era o que eu pensava, porque a verdade mesmo é que ele sempre queria saber uma coisa ou outra de mim. Conclusão das contas, ele me achava doida e infantil. hahaha 
Hoje quando me lembro desses vagos episódios ao mesmo tempo que tenho vergonha de ter sido assim, tambem tenho vontade de rir de mim mesmo e raiva, muuuuitaa raiva. Vejo tudo isso como a coisa mais ridícula do mundo!!!

Eu ficava horas em casa pensando qual seria minha próxima artimanha, o que eu iria fazer no outro dia para que ele me notasse. 
Quando me converti, decidi mudar, eu ainda gostava dele, não consegui tirar do coração aquele sentimento, mas eu sabia que tinha que abandonar tudo aquilo. E foi tão difícil,  mas tão difícil que tinha dias que eu simplesmente gostava mais dele.  Hahaha simples assim. Mas eu estava decidida, empenhada em olhar apenas para o meu alvo, que era me libertar e ter uma nova vida.  

Na escola,  ahhh a escola...  Tempos difíceis esses em que eu estudava. Era uma dureza. Num dia eu era "popular" conhecia tudo e todos, tinha amigos de todas as salas, de todos os anos. Estava sempre rodiada de más companhias. As notas eram péssimas. Professores me detestavam.  E para piorar, eu já estava com um pezinho em muuiitas coisas erradas.
Um dia eu simplesmente me fiz invisível, me coloquei na minha. Mudei.  Larguei tudo aquilo. E porque?  Sabia do meu alvo,  sabia onde eu queria chegar.  Minha libertação.  Minha salvação. E foi difícil?  Bota difícil nisso! 

Eram coisas tão simples,  tão bobas. Mas vai falar para uma menina de 15 anos que todo o mundinho dela é uma besteira.  A casa cai.  Rsrs então para mim largar tudo isso era o fim.  

Quando decidi me batizar,  eu já tinha mudado muito na escola,  já era outra pessoa.  Me batizaria no domingo, ninguém sabia porque eu estava diferente.  O que havia acontecido. Só sabiam o que viam, eu era outra pessoa. Na sexta feira o que me aconteceu?  
Recebi um pedido, poderia ter sido o mais encantador e mais esperado de muito tempo. Aquele que eu chamei atenção por tanto tempo pediu para ficar comigo. O que eu fiz? 
Não! 
Essa foi minha resposta, fria e grossa. Dentro de mim eu gritava um sim alto e desesperador. Mas não me importava. Eu é quem mandava.  Eu é quem tinha que tomar o controle. Se não fizesse isso agora não faria nunca mais. 


E fui forte. Fiz o que tinha que fazer, me batizei no domingo, e mostrei quem eh que mandava. 

O coração pede,  e implora por muitas coisas.  Mas todos nós sabemos o quanto ele é enganador.  Sujo.  Traiçoeiro.  Se você tem um alvo,  você com certeza chegará até ele. Mas só se realmente for o seu alvo.

Quando eu disse não, não estava negando apenas um desejo do meu coração.  Estava dizendo não ao pecado,  não ao diabo, não a mais uma vergonha, estava dizendo não para a carne. Não para a vida errada. Foi o maior divisor de águas da minha vida.
Minha secretaria já me conhecia na época,  e viu o quanto foi difícil pra mim.  Ainda gostei dele por um tempo depois daquilo. Não esqueci de repente.  Mas eu estava cada vez mais perto do meu alvo. E quanto mais perto do meu alvo mais eu o esquecia, mais o meu coração aprendia quem é que mandava. Até que enfim num dia quando menos esperava, eu o esqueci totalmente.

E não há nada que me faça mais feliz do que ter dito não lá atrás. Quando eu disse não ao meu coração,  Deus disse sim pra mim.

Contei tudo isso apenas como exemplo. Mas você sabe ao que você deveria dizer não. Sabe o que seu coração tem pedido e que não é certo.
Não fique se enganando minha querida. Seja forte. Mostra aí quem é que manda.  Lembra-se que você é filha do Rei. É uma princesa. Não merece a dor,  a vergonha,  o sofrimento. O coração é enganador.  Diga Não a ele. Você é quem manda. Toma uma atitude de mulher de Deus. Sabia,  forte!

Estamos aqui para te ajudar ok!

Aí eu te pergunto,  quem manda em quem?  


Fica na fé e mostra aí pra você mesmo, quem manda na sua vida.

BEIJOS! !!!!!!!!
Obr. Andressa :*







2 comentários.:

  1. Oii obreiras, amo sempre quando contam um pouquinho sobre como eram e quem são hoje!
    Beijoosss!!!

    ResponderExcluir
  2. tá ligado obr é verdade quando decidimos entregar nossa vida para Deus devemos sacrificar nossa vida, dia após dia, sacrifica o nosso eu, mas quem tem a presença de Deus sabe que não ha nada melhor e mais recompensante do que dedicar nossa vida ao Senhor Jesus...
    beijinhooss obr Angélica.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Já que chegou até aqui, deixe seu comentário sobre oque achou do post; ♥